-0% MADUREIRA A DONA CLARA, DE: POS-EMANCIPACAO (1981-1920)
Este livro discute o reordenamento socio-territorial do Rio de Janeiro, então Distrito Federal, entre fins do século XIX e as primeiras décadas do XX, no bojo do contexto pós-emancipação das pessoas escravizadas e republicano. Submetido a uma divisão político-administrativa que classificava as freguesias (depois distritos) em urbanas e suburbanas, o Rio de Janeiro desse período, incluindo as suas áreas centrais, era caracterizado por funções e usos rurais. Tais práticas, no entanto, tornaram-se um dos alvos tanto dos Códigos de Posturas, que regulavam e ordenavam o cotidiano, como também da imprensa. Forjados a partir de um ideário higienista, as normas públicas, os posicionamentos dos jornais e as reclamações de parte dos moradores da cidade reivindicavam a intervenção do poder público no controle de atividades vistas como insalubres, tais como o cultivo de capinzais, de hortas e pastos, a edificação de estábulos e de cocheiras. Deste modo, ao limitar e autorizar estas práticas sociais em apenas uma parte do território da cidade, o Estado construía politicamente um processo de suburbanização, buscando concentrar espacialmente usos "sujos" e indesejados. Mas o que era considerado como ameaças à produção de uma urbanidade para as áreas centrais da capital do país, no entanto, não viriam apenas daquelas atividades. O debate político e intelectual que articulou a temática da modernização econômica fundada no trabalho livre imigrante e nas tentativas de industrialização à nec
Detalhes
Ano de Edição2020
AutorALLINE TORRES DIAS DA CRUZ
Números de Páginas131P

MADUREIRA A DONA CLARA, DE: POS-EMANCIPACAO (1981-1920)

  • Editora HUCITEC
  • ISBN: 9786586039511
  • Ano de Edição: 2020
  • Autor: ALLINE TORRES DIAS DA CRUZ
  • Números de Páginas: 131P
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 17,70
  • R$ 17,70
  • ASSOCIADO R$ 15,00
  • Sem impostos: R$ 17,70