Apresenta aspectos da sociedade contemporânea que influenciam o cuidado em saúde, questionando se é possível identificar a saúde com uma prática "desumanizadora". Para analisar esta questão, o autor utiliza a categoria marxista de alienação, como a ?não correspondência entre o desenvolvimento das capacidades humanas ? do gênero humano ? e sua manifestação no plano dos indivíduos e coletividades concretas?. Ele afirma que a humanização dos sujeitos resulta da sua inserção e ação transformadora sobre a realidade e, analisando criticamente os fenômenos de saúde-doença, entende que as práticas de saúde são simultaneamente "humanizadoras" e "desumanizadoras". O livro convida a refletir sobre qual é o objeto do trabalho em saúde, se é a própria saúde, a doença ou a pessoa. Discute também a determinação social do processo saúde-doença e as manifestações da medicalização na sociedade. Aborda ainda o aumento de doenças entre os trabalhadores da saúde e sua inserção no capitalismo, a relação entre profissionais e usuários e o papel - por vezes contraditório - da tecnologia nos serviços.
LIVRARIA
Ano de Ed 2017
Autor ROGÉRIO MIRANDA GOMES
Números de Páginas 312P

HUMANIZAÇÃO E DESUMANIZAÇÃO NO TRABALHO EM SAÚDE

  • Editora: FIOCRUZ
  • ISBN: 9788575414910
LIVRARIA
Ano de Ed 2017
Autor ROGÉRIO MIRANDA GOMES
Números de Páginas 312P
  • R$ 59,00

Associados

R$ 50,15